Sistema Alto Tietê registra volume de chuva abaixo da média em 2017

A Sabesp – Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, divulgou que o ano de 2017 terminou com um baixo registro de chuva nas represas responsáveis por integrar o Sistema Alto Tietê. Os dados da companhia revelaram que o volume de chuva esperado para a região em 2017 não foi alcançado. Segundo a Sabesp, dentro desses 12 meses de 2017, o acumulado do volume de chuva representou apenas 78% do que a companhia previu para o período.

Os dados indicaram que desde o dia 1º de janeiro de 2017, o volume de chuva registrado foi de 1.133,8 milímetros, sendo que a Sabesp havia previsto ao menos 1.447,6 milímetros. A Sabesp informou que 2017 foi o segundo ano consecutivo com registro de chuva abaixo da média histórica para o Sistema Alto Tietê. O registro de 2016 foi de 1.194,3 milímetros, o que significa 90,5% da média histórica já alcançada pelo sistema.

Em contrapartida, o ano de 2015 foi marcado por um volume maior de chuva, superando até mesmo a média histórica do sistema. Após a passagem da crise hídrica no estado de São Paulo, o ano de 2015 fechou com um volume de chuva 13% maior que a média histórica, ao todo, choveu 1.619,6 milímetros durante o período. Já em relação aos últimos três anos, o ano de 2017 teve o menor registro de volume de chuva em todo o Sistema Alto Tietê.

De acordo com os dados da Sabesp, em todo o ano de 2017, apenas cinco meses registraram volume de chuva acima da média histórica, sendo eles: abril, com 4% de chuva a mais; maio, com 34% de chuva a mais; junho com 9%; agosto com 26%; e o mês de novembro, que alcançou 39% e alcançou o maior nível em 2017 em relação a média histórica.

A Sabesp informou que o pior registro foi para o mês de julho de 2017, período em que as chuvas atingiram apenas 13% acima da média histórica. A previsão da Sabesp para julho era de que o volume de chuvas atingisse 48,5 milímetros ao longo de todo o mês. Contudo, o resultado foi de apenas 6,7 milímetros.

No último mês do ano, o registro de chuvas também ficou abaixo da média histórica. Segundo a Sabesp, dezembro atingiu apenas 94,3 milímetros de chuva dos 193 milímetros esperado para o período. Esse último registro representa uma parcela de 48% da média histórica para o mês de dezembro.