Por que o ócio requer atenção especial de especialistas?

Falta de motivação, alteração de peso, indiferença diante das coisas… Preguiça? Ou depressão?

Aos olhos descuidados de muitos,os sintomas podem ser associados a preguiça ou comodismo, enquanto para outros ( precipitados ou pouco informados), motivo de julgamento e discriminação.

O que muitos ainda não atentaram, é que pode ser um problema sério de saúde.

Abrindo os olhos

O ócio pode ser uma reação natural do corpo diante de uma alta carga de estresse proveniente do trabalho ou do dia a dia, no entanto, quando a preguiça,sono, indiferença, apatia são apresentadas por um período prolongado e passam a prejudicar seu desempenho no ambiente de trabalho ou convívio familiar, é recomendável a busca por ajuda de um profissional.

Doenças associadas

Algumas doenças possuem sintomas que podem ser confundidas com preguiça, desmotivação, apatia. Estas doenças vão assumindo o controle de nosso bem-estar gradualmente e se não diagnosticadas e tratadas, podem trazer consequências mais graves. As doenças comumente confundidas com preguiça podem ser,por exemplo:

  1. Depressão

Atingindo quase dois milhões de pessoas por ano no Brasil, a DDM( Distúrbio Depressivo Maior), ou simplesmente depressão, é uma doença caracterizada pela perda de interesse, desmotivação, tristeza constante e outros sintomas que podem comprometer o ciclo do sono, apetite, concentração e autoestima. Pode ter sua causa em distúrbios biológicos, psicológicos, ou eventos ambientais. É tratada com acompanhamento psiquiátrico, antidepressivos e terapias.

  1. Narcolepsia

As pessoas acometidas pela narcolepsia tem um distúrbio no sono, ainda que tenha dormido bem durante a noite. Estas pessoas adquiriram a doença pela genética e podem adormecer de forma súbita a qualquer momento e em qualquer condição. O tratamento requer o uso de medicamentos recomendados por um especialista.

  1. Síndrome da fadiga crônica

É uma doença incurável, mas controlada com medicamentos, que acomete muitas mulheres através de causas – provavelmente genéticos ou ambientais. Sua causa ainda é desconhecida e seu tratamento inclui medicamentos, terapia de esforço ou cognitivo. Entre os sintomas, podem surgir dores e cansaços constantes, além de sono permanente.

FINALMENTE

Seja qual for seu problema, antes de recorrer a conclusões precipitadas, busque uma orientação médica e busque o tratamento adequado rapidamente.