Monthly Archive: September 2017

Índio pede a justiça que seja tratado de forma diferenciada

Um índio da tribo Kaingang situado no Rio Grande do Sul, especificamente em Liberato Salzano, tentou recorrer ao Tribunal Superior do Trabalho por discordar do posicionamento do TST que impediu a realização do processo. O tribunal explicou que o seu direito de impetrar uma ação trabalhista contra a empresa Bondio Alimentos tinha sido prescrito. O indígena tentou argumentar que pelo fato de ser índio, o prazo de 24 meses não se aplica.

O indígena entrou na empresa há cerca de 7 anos, e já não trabalha mais lá há 6 anos. Ele tentou processar a Bondio na Terceira Vara do Trabalho, apenas 4 anos após ter pedido demissão. No entanto, o prazo para ajuizar alguma reclamação trabalhista prescreve em 2 anos.

“Trata-se de indígena não integrado, sem discernimento para entender de forma completa as práticas e os modos de existência comum aos demais da comunhão nacional”, argumentou o advogado de defesa. Segundo ele, o indígena não possuía as condições necessárias para entrar com essa ação no prazo legal.

A empresa divulgou em nota que o foro especial não se aplica a esse caso. Pois o ex-empregado é um índio integrado e que possui discernimento dos atos da vida civil, não precisando de um regime tutelar especial.

Nessa primeira instancia, o juíz aplicou a lei normalmente. Levando em consideração o artigo nono da Lei 6001/73, mais conhecida como Estatuto do Índio. Esse artigo declara que o índio a partir dos 21 anos pode assumir a sua capacidade civil. Além da idade, são requisitos: o entendimento da língua portuguesa, habilitação para o trabalho e uma razoável compreensão dos hábitos e da cultura nacional.

Os artigos anteriores, 7º e 8º, também tratam sobre esse assunto. Eles definem à condição de Índio não integrado, que são aqueles isolados ou em vias de integração.

O juiz concluiu que o indígena se caracterizava como integrado, pois ele possui todos os requisitos que constam no artigo 9 do Estatuto do Índio.

“Tais fatos, acrescidos de suas vestes e capacidade de comunicação, revelam, por fim, sua notória adaptação e assimilação aos costumes da comunhão nacional. Nestas circunstâncias, é considerado como indígena integrado”. Declarou o Juiz.

 

Um teste 150 vezes mais rápido detecta o câncer com uma caneta

Por ser mais eficiente e mais prático, a caneta que detecta a presença de câncer no organismo 150 vezes mais rápido que os atuais métodos utilizados, estará disponível para ser usada a partir de 2018.

Pessoas que estão passando pela experiência traumática de ter um câncer, podem ter como um auxílio esse teste desenvolvido por cientistas da Universidade do Texas, nos Estados Unidos. Geralmente, procedimentos cirúrgicos são realizados para retirar um tumor maligno e tecidos saudáveis podem ser afetados neste procedimento. Após a retirada do câncer, existe a possibilidade de ocorrer metástase.

Mas o estudo realizado no Texas traz uma inovação na identificação de células cancerígenas em outros tecidos do corpo. A MasSpec Pen é uma caneta que dá o resultado com eficácia em apenas 10 segundos. A precisão do resultado atinge a casa dos 96%. Se compararmos com os métodos mais modernos utilizados atualmente, a caneta é 150 vezes mais rápida em seu resultado. Isso implica em um diagnóstico mais rápido e preciso.

Apesar de muito eficiente, ela deixa de ser eficiente para alguns tipos de câncer diagnosticados com apenas 20% de precisão.

A metodologia utilizada pela MasSpec Pen consiste em buscar elementos provenientes em todas as células humanas que tendem a sofrer um impacto em comum na presença de um câncer. As células humanas fazem seu processo de alimentação, logo após isso, muitas moléculas são produzidas em consequência desta alimentação. Esse processo todo é conhecido como metabólitos e o câncer afeta esse processo.

A MasSpec Pen trabalha diretamente analisando esse processo a partir de uma única gota de água retirada de um tecido humano. Ela tem o poder de fazer uma análise fidedigna neste líquido e mapear bem uma região afetada por câncer. Com o auxílio da espectrometria de massa, esse diagnóstico pode ser concluído. A MasSpec Pen foi testada em 253 indivíduos e obteve sucesso. Os resultados destes testes foram publicados no “Science Translational Medicine”.

“Sempre existiu uma maneira de oferecer ao paciente uma cirurgia mais precisa, mais rápida ou mais segura e é ela que buscaremos. Essa tecnologia faz todos os três. Ela permite que sejamos muito mais precisos na hora de escolher aquilo que removeremos – e qual parte é para ser deixada no lugar”. diz um dos cientistas responsáveis pela caneta, James Suliburk.

Veja um pouco da história de Luiz Carlos Trabuco, presidente do Bradesco

Em 2009 Luiz Carlos Trabuco assumiu a presidência do banco Bradesco. No mesmo ano, a instituição perdia a liderança entre os bancos privados brasileiros. Trabuco, como é conhecido por amigos e parentes, foi cauteloso e descartou uma corrida em busca do primeiro lugar e focou em fazer um trabalho melhor nas cidades atendidas.

Sua gestão foi bem tranquila até 2015 quando ele foi responsável pela aquisição da filial brasileira do HSBC pelo montante de US$ 5,2 bilhões, sendo o maior negócio no Brasil em 2015 e uma das maiores transações envolvendo bancos dos últimos anos.

A compra permitiu que o Bradesco de Luiz Carlos Trabuco retornasse a disputa pela liderança do mercado brasileiro. A partir daí o banco que começou sua história na Cidade de Deus em Osasco superar a concorrência em três itens: número de agências, número de correntistas e total de fundos de investimento. Em outras três categorias também se aproxima do principal concorrente: ativos, empréstimos e depósitos.

“Com a aquisição, conquistamos de uma vez o que demoraríamos cerca de seis anos para obter por meio do crescimento orgânico”, afirmou Luiz Carlos Trabuco. No mesmo ano, o executivo foi escolhido como o Empreendedor do ano pelas mídias especializadas Finanças e Dinheiro.

Trajetória no banco

Trabuco começou sua trajetória no banco em 1969 e como ocorre com outros colaboradores conquistou seu espaço passando por diferentes níveis hierárquicos. Durante a década de 80, quando ainda estava no comando do departamento de marketing, Trabuco se empenhou em tornar a publicidade do banco mais moderna, bem como a abertura para a mídia, uma vez que o banco ainda era avesso ao jornalismo.

Na Bradesco Seguros, Luiz Carlos Trabuco mostrou-se um profissional competente e visionário. Durante sua gestão, que durou entre 2003 e 2009 alcançou bons números e contribuiu para que cerca do lucro do banco viesse desse setor.

E foi o trabalho nos setores de seguros e da previdência privada que garantiram sua ascensão a presidência. A operação de seguros tornou-se a maior da América Latina e rendeu 35% do faturamento do banco.

São mais de 40 anos dedicados à instituição financeira. Empenho que lhe rendeu a presidência da companhia. Assim que ocupou a presidência, Trabuco desenvolveu e criou a universidade corporativa e buscou renovar o quadro de liderança. Para isso conversou com executivos de todas as áreas e escalões do banco.

Também estabeleceu rituais que visam dar mais autonomia para os colaboradores promovidos. Muitos deles se reuniam no Salão Nobre onde são realizadas assembleias com a direção e acionistas. A cada um deles é dada a palavra no intuito de que possam vocalizar pensamentos, passar alguma mensagem e opinar quanto as ações da instituição. Trata-se de um sinal de renovação promovido por Trabuco.

Luiz Carlos Trabuco nasceu no município de Marília, no interior do estado de São Paulo. Formou-se em filosofia pela Universidade de São Paulo e é tido pelos amigos e companheiros de trabalho com um homem discreto, que gosta de evitar qualquer sinal exterior de riqueza.

Crescimento de tabacarias preocupa o governo com problemas de saúde pública

Image result for Crescimento de tabacarias

As novas tabacarias que chegaram a todo vapor no Brasil oferecem espaços confortáveis com decoração exótica e atrativa. Segundo especialistas, essa nova interação das tabacarias é um dos segredos que tem feito a modalidade de negócio emergir nos últimos anos. Os outros segredos se resumem aos sabores utilizados como essências e ao jogo de cores utilizados no narguilé, os dois itens somados compõem uma imagem inofensiva de um hábito muito prejudicial à saúde.

A afirmação da equipe médica é de que o narguilé chega a ser cem vezes mais prejudicial do que o próprio cigarro. E esse fato tem chamado a atenção das autoridades do mundo todo e aqui no Brasil, os governos estaduais e federais já se preocupam com os efeitos de saúde pública em relação aos jovens e o tabagismo.

Elaine D’Amico, que é coordenadora de fiscalização do projeto Lei Antifumo da Vigilância Sanitária dentro do Estado de São Paulo, relatou que nos últimos dois anos houve uma ascensão no número de tabacarias exclusivamente voltadas para o uso de narguilé. “A Lei Antifumo está em vigor desde 2009, mas as tabacarias entraram no nosso cronograma de fiscalização recentemente porque percebemos um grande crescimento desse nicho”, disse Elaine.

Diversas autoridades mundiais e especialistas em saúde revelaram que os riscos de saúde são maiores em pessoas que fazem o uso de tabaco. Os riscos de transmissão de doenças infectocontagiosas são ainda maiores para os usuários de narguilé, pois eles dividem a piteira, e que o fumo passivo de pessoas que estão próximas expõe um número maior de pessoas com problemas de saúde.

Em uma publicação feita pela BBC Brasil, um levantamento identificou que diversos comércios foram fechados nos últimos anos para dar lugar as novas tabacarias, dentre eles: livrarias, farmácias, e até mesmo bares. Dentre os locais mais escolhidos para iniciar uma tabacaria estão as periferias das cidades e locais próximos a universidades.

Segundo a promotoria da Abifumo – Associação Brasileira da Indústria do Fumo, não há um acompanhamento vigente pela associação em relação ao crescimento do número de tabacarias no Brasil. A explicação da associação é que não há nenhuma empresa em específico ao narguilé que seja associada.

Ataques cardíacos e acidentes vasculares têm risco reduzidos com anti-inflamatórios

Um recente estudo mostrou que o remédio anti-inflamatório com a substância canaquinumabe experimentado em pessoas que sofreram ataques cardíacos, teve uma diminuição em 15% dos ataques nas pessoas que participaram do estudo. O estudo sugere que reduz também derrames e segundo os autores, esse é um grande avanço no tratamento de doenças cardíacas.

O laboratório Novartis foi o responsável por encomendar o estudo e é o fabricante da medicação canaquinumabe, que foi testada em dez mil pacientes com doenças cardíacas.

O uso da substância reduziu em 15% o risco de uma incidência, porém existem os efeitos colaterais, eficiência e custo. O canaquinumabe aumenta os riscos de contrair infecções que podem ser fatais.

O estudo foi considerado animador e pode salvar vidas, segundo as organizações British Foundation.

Pessoas que sofreram ataques cardíacos recebem estatina e drogas para afinar o sangue frequentemente. Foram 40 países envolvidos e monitorados por 4 anos, e foi contatado reduções de risco de ataques e derrames nos pacientes, maiores que os dos tratados com estatinas.

Em um congresso de cardiologia realizado na Espanha, os pesquisadores apresentaram os resultados e notaram uma maior incidência de infecções fatais nos pacientes que fizeram uso do canaquinumabe. O medicamento foi criado com o objetivo de tratar pacientes com artrite reumática inicialmente.

O ataque cardíaco ocorre quando o fluxo sanguíneo no coração sofre uma interrupção que pode ter relação com inflamações em certos vasos sanguíneo. Segundo os especialistas e a Novartis argumenta que esse estudo ainda não teria comprovação em humanos.

O estudo mostra possibilidades de retardar o avanço de alguns determinados tipos de câncer segundo o médico, porém há necessidade de mais pesquisas.

Em um editorial publicado na revista New England Journal Of Medicine, o diretor da Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, Robert Harrington disse que os efeitos dos anti-inflamatório podem ser modestos.

O custo do medicamento também é alto e pode chegar a 160 mil por ano por paciente no Reino Unido. O anti-inflamatório é visto como uma esperança para pessoas com riscos de ataques cardíacos e para quem a estatina não faz efeito.

Rodrigo Terpins e a última participação do piloto no Rally dos Sertões

Rodrigo Terpins é um piloto brasileiro de rally, nascido em São Paulo, em 12 de abril de 1973. Ele é filho do ex esportista Jack Terpins – que, em sua juventude, dedicou -se ao basquete – e irmão mais velho de Michel Terpins, também piloto de rally.  Sua última participação na que é conhecida como a maior prova off-road do Brasil – o Rally dos Sertões – foi em 2014, na 22ª edição do evento.

Em entrevista publicada na página official do Rally dos Sertões no Facebook, no dia 20 de agosto de 2014,  Rodrigo Terpins, que teve Fabricio Bianchini como seu navegador, contou que já havia participado da competição em três outras edições – em 2003, 2005 e 2009. Rodrigo Terpins disse ainda que o que o fazia voltar e correr na 22ª edição da prova era “o desafio, a superação e a Aventura”. O objetivo do piloto, em 2014, era completar as sete etapas e também brigar pelas melhores colocações na categoria Protótipos T1, a principal dos carros brasileiros.

De fato, Rodrigo Terpins e Fabrício Bianchini marcaram presença no pódio da competição. A dupla – integrante da equipe Bull Sertões Rally Team – também conquistou a 8ª posição no ranking geral. “A prova foi prazerosa e gostosa para se pilotar. Tivemos Especiais bem duras que exigiram muito do equipamento e a nossa equipe foi dez, tivemos 100% de aproveitamento e o resultado foi este”, destacou Rodrigo Terpins após a edição de 2014 – que teve 204 competidores, dentres eles, quatro mulheres.

A 22º edição do Rally dos Sertões teve 128 veículos participantes, divididos em 45 carros, 40 motos, 22 UTVs – sigla para Utility Task Vehicle, ou veículo utilitário multitarefas – 17 quadris, e quatro caminhões. A largada aconteceu em Goiânia, capital do estado de Goiás, no dia 24 de agosto, com destino a Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais – atravessando quase 3 mil quilômetros entre os dois estados brasileiros. Ao total, foram 2.608,98 km percorridos e 1.448,09 km cronometrados.

Ainda, em 2014, o evento contou com um novo formato, com largada e chegada em finais de semana, o que permitiu que foi muito positivo em relação à presença do público no evento.

Programação completa

23/08 – Prólogo: Goiânia (GO)

24/08 – Etapa 1: Goiânia (GO) – Caldas Novas (GO)

25/08 – Etapa 2: Caldas Novas (GO) – Catalão (GO)

26/08 – Etapa 3: Catalão (GO) – Paracatu (MG)

27/08 – Etapa 4: Paracatu (MG) – São Francisco (MG)

28/08 – Etapa 5: São Francisco (MG) – Diamantina (MG)

29/08 – Etapa 6: Diamantina (MG) – Diamantina (MG)

30/08 – Etapa 7: Diamantina (MG) – Belo Horizonte (MG)

Sobre a competição

Segundo o site ofical do evento, o Rally dos Sertões é uma competição que envolve emoção, velocidade, adrenalina, superação, lição de vida e cidadania, onde os competidores, vindos de todos os lugares do mundo, passam por poeira, lama, calor, frio, estradas de asfalto, terra, picadas na mata, desfiladeiros e planícies. Eles deparam-se com uma realidade desconhecida e com paisagens jamais vistas.

 

 

Facebook anuncia que inteligência artificial é responsável pela tradução do site

Image result for facebook

Passe um tempo se entretendo com o Facebook e você provavelmente encontrará um post escrito em uma língua estrangeira. Isso ocorre porque a rede social tem dois bilhões de usuários e suporta mais de 45 idiomas. Nesse ano, o Facebook anunciou que todos os seus serviços de tradução de usuários – esses pequenos truques de mágica que acontecem quando você clica em “ver tradução” abaixo de uma publicação ou comentário – agora são alimentados por redes neurais, que são uma forma de inteligência artificial.

Em maio, a divisão de inteligência artificial da empresa, chamada Facebook AI Research, anunciou que desenvolveram uma espécie de rede neural denominada CNN (que representa a rede neural convoluta). Parte da virtude da CNN é que, em vez de olhar as palavras uma de cada vez, ela pode considerar grupos de palavras.

Agora, o Facebook diz que eles incorporaram essa tecnologia da CNN em seu sistema de tradução, bem como outro tipo de rede neural, chamada RNN (o R é para recorrentes). O Facebook disse que essas RNNs são melhores para entender o contexto de toda a oração do que o sistema anterior e podem reorganizar sentenças conforme necessário para que elas façam sentido.

O Facebook disse que a nova tradução da inteligência artificial é 11% mais precisa do que a abordagem da velha escola, que é o que eles chamam de técnica de tradução automática baseada em frase que não foi alimentada por redes neurais. Esse sistema traduzia palavras ou pequenos grupos de palavras individualmente e não fazia um bom trabalho ao considerar o contexto ou a ordem das palavras da frase.

Embora as redes neurais tenham trabalhado em conjunto com o sistema de tradução mais tradicional, agora toda a tradução obtém suas inteligências da rede neural. Este novo sistema é capaz de traduzir em duas mil formas diferentes. Por exemplo, uma tradução do inglês para o francês é uma forma, o francês para o inglês é uma segunda forma e o francês para o italiano é uma terceira forma e assim por diante. Surpreendentemente, as redes neurais geram 4,5 bilhões de traduções por dia.

Saiba quais são os principais castelos dos Estados Unidos

Quando o assunto são castelos, muitas pessoas pensam que só é possível encontrá-los nos países europeus, mas o que muitos não sabem, é que existem vários castelos incríveis e ainda desconhecidos nos Estados Unidos. Pensando nisso, a seguir está uma lista com os exemplares de maior destaque.

1) Biltmore Estate

Localizado em Asheville, na Carolina do Norte, o Biltmore Estate terminou de ser construído no ano de 1895, para funcionar como a casa de veraneio da família de George Washington Vanderbilt. Atualmente, o castelo está aberto ao público como um museu, recebendo cerca de um milhão de visitantes ao ano.

2) Hearst Castle

Situado na Califórnia, esse castelo foi construído entre os anos de 1919 e 1947 no topo de uma colina, tendo nada menos que 165 quartos, uma enorme piscina interna e ampla estrutura que ocupa uma área de cerca de 127 hectares. Nos dias de hoje, também funciona como um museu.

3) Boldt Castle

Construído pelo magnata George C. Bolt como casa de veraneio, esse castelo tem mais de 120 quartos e está situado em uma das ilhas da região de Thousand Islands, que fica no estado de Nova York. Após muitos anos abandonado, o local foi adquirido pelo governo e transformado em um ponto turístico e sede pra eventos.

4) Castello di Amorosa

Essa propriedade reúne não apenas um castelo, mas também uma vinícola, e está localizado na  famosa região de Napa Valley,  na Califórnia. Apesar de parecer antigo, o local começou a ser construído no final dos anos 90, sendo posteriormente inaugurado no ano de 2007.

5) Lyndhurst Mansion

Situado nas margens do rio Hudson, em Nova York, este castelo foi construído em estilo gótico durante a primeira metade do século XIX. Após servir como propriedade de três famílias distintas, o local foi adquirido pelo Fundo de Preservação Nacional dos Estados Unidos, recebendo atualmente turistas para a sua visitação.

6) Chateau Laroche

Construído por Harry D. Andrews ao longo de quase 50 anos, esse castelo se destaca por sua construção feita em pedras, o que o torna bastante rústico e com aparência medieval. Após o falecimento do proprietário, o local foi herdado pelos escoteiros da Golden Trail, que administram o castelo até os dias de hoje.

É possível trabalhar em casa?

Image result for trabalhar em casa

Atualmente é possível trabalhar em todos os lugares, inclusive em casa. O “Home Office”, como é chamado este serviço, têm estado cada vez mais em alta pois diminui custos que seriam inevitáveis em uma empresa, por isso mais prático, além de proporcionar uma grande liberdade de horário, de transito, e até mesmo de vida, já que conciliar os horários do trabalho e suas exigências com a família nem sempre é fácil.

As opções de home Office são infinitivas, por isso, antes de começar é necessário descobrir suas habilidades e gostos e assim, organizar-se, estudar e planejar para iniciar seus empreendimentos e obter sucesso.

Uma opção maravilhosa para quem deseja trabalhar no Home Office é o secretariado online, que com a terceirização está cada vez mais em alta. O secretariado online economiza os custos que uma empresa teria e por isso tem sido muito utilizada pelas empresas.

O produtor de conteúdo é uma ótima opção também, além de oferecer muita liberdade já que você pode escrever para blogs e sites, fazer vídeos, infográficos e fotos, tanto como freelancer, quanto com carteira assinada.

A revenda de produtos é uma das práticas mais comuns para conseguir uma renda extra e pode ser feita de uma maneira simples, através de um cadastro online em marcas como a Avon, Natura, Mary Key. Mas caso você tenha alguma marca ou produto próprio, é possível anunciar pela internet e alcançar um vasto público.

Os influenciadores digitais são a profissão do “momento”, são pessoas que tem milhares de seguidores nas principais redes sociais e produzem conteúdo e promovem marcas. Como a opinião deles é relevante para um grande público, as marcas apostam nestes profissionais para lucrarem.

A venda de imagens, principalmente para redes sociais, continua em alta, principalmente porque é uma atividade aplicável em todas as áreas.

O Google Adsense também é rentável para todos os sites, já que se ganha a partir de visualizações e por isso basta ter uma boa divulgação para lucrar.

O Mercado de Afiliados, que nada mais é do que a disponibilização de espaços publicitários na internet, o artesanato, o aluguel de quartos, móveis e carros também são excelentes opções, muito lucráveis e possíveis para todos.

 

Estudo revela porque algumas pessoas sentem vontade de pular de lugares altos

Você já andou perto da borda de um penhasco e sentiu, de repente, uma vontade súbita de pular? Essa não é uma realidade vivida por muitas pessoas, mas há quem sinta isso.

Mas caso a resposta seja afirmativa, você provavelmente experimentou um fenômeno de alto nível (HPP – sigla em inglês), como foi apelidado em um trabalho de pesquisa de uma equipe de psicólogos da Universidade Estadual da Flórida. Acontece que o fenômeno é relativamente comum, mas recentemente foi o foco do estudo científico.

“Estávamos falando um dia em uma reunião de laboratório e alguns de nós experimentamos essa sensação”, disse a estudante de doutorado de psicologia Jennifer Hames, que liderou o estudo. Sua equipe, no entanto, não encontrou nenhuma menção ao fenômeno na literatura científica. “Então, pensamos: que grande estudo”.

Embora seja novo para os psicólogos norte-americanos, os franceses já haviam inventado o fenômeno como “L’appel du Vide”. Em qualquer caso, os pesquisadores argumentaram que seu estudo poderia ajudar a explicar a ideia de Freud sobre o impulso da morte, ou talvez por que algumas pessoas parecem se suicidar impulsivamente.

Então, eles examinaram uma amostra online de 431 estudantes de graduação para identificar se eles já experimentaram o súbito e inexplicável desejo de saltar de um lugar alto. Os entrevistados também foram avaliados quanto à sua história de ideação, sintomas depressivos, episódios de humor anormais e sensibilidade à ansiedade.

Os resultados mostraram:

Cerca de um terço da amostra havia experimentado HPP. Pessoas com maior sensibilidade à ansiedade eram mais propensas a ter HPP, assim, essas pessoas possuíam maior ideia suicida. Mas, curiosamente, a metade daqueles que tiveram HPP nunca considerou o suicídio.

Então o que gera esse conflito de sensação?

A especulação dos pesquisadores é algo assim: você está caminhando ao lado de um penhasco quando de repente, por reflexo, você se afasta da borda. Este foi o instinto, uma resposta de sobrevivência. Mas seu cérebro consciente, trabalhando rapidamente, conjura uma explicação racional para recuar alegando: “Eu pensei em pular”. Esta explicação inevitável do cérebro revisa sua compreensão da situação, implantando a intenção ou o motivo onde não existia.

Quanto ao motivo pelo qual as pessoas com maior sensibilidade à ansiedade experimentam HPP com mais frequência, a razão é que elas são mais propensas a ter uma resposta fisiológica a cenários potencialmente perigosos, como cair de um penhasco. Pensamentos suicidas, ao que parece, não explicam por que as pessoas sentem o súbito desejo de pular.