Monthly Archive: April 2017

Universidades brasileiras estão entre as melhores do mundo no curso de odontologia

Resultado de imagem para ODONTOLOGIA

 

O Brasil é sempre mal visto quando o assunto é educação, no entanto, uma lista divulgada recentemente pelo CWUR Ranking by Subject 2017, revelou que o curso de odontologia das universidades brasileiras, está entre os melhores do mundo. A primeira posição no ranking mundial foi alcançada pela USP – Universidade de São Paulo, no curso de odontologia. Essa lista mostra que nem tudo está perdido no Brasil, e que sim, há esperança para uma educação de qualidade no país.

Além da colocação excepcional da USP, outra universidade pública paulista também apareceu na lista, a Unesp – Universidade Estadual Paulista. A Unesp apareceu em 4º lugar, seguida pela Unicamp – Universidade Estadual de Campinas, em 5º lugar. Os cursos avaliados nessa lista foram apenas o de odontologia, no entanto, uma outra avaliação foi feita sobre cursos de medicina, e a USP apareceu em 10º lugar como o melhor curso do planeta. A classificação estabelecida pela CWUR, leva em conta a quantidade de pesquisas publicadas pelas instituições em determinados cursos. Além da lista das melhores universidades do curso de odontologia, a CWUR classifica vários outros cursos das instituições como as 10 melhores.

A odontologia ensinada nas instituições brasileiras tem chamado a atenção dos especialistas há algum tempo, por isso foi considerada diferente dos padrões no top 10 global. Outros cursos foram analisados, e a USP foi a instituição brasileira que mais apareceu nos 10 melhores em sete cursos: 1º zoologia, 6º psicologia, 6º ciência e tecnologia de alimentos, 9º entomologia, 9º medicina tropical, e 10º medicina. A UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro, também apareceu nos 10 melhores ocupando a segunda posição no curso de zoologia.

O Center For World University Rankings (CWUR), realizou pela primeira vez a classificação eletiva por cursos. Com sede na Arábia Saudita, a instituição ranqueava as universidades em uma lista com as 1.000 melhores universidades no geral dos cursos. A última lista do tipo foi divulgado em 2016, e a primeira com uma classificação dentre os cursos foi divulgada neste ano. Na edição de 2016, a USP apareceu no número 138, seis números abaixo da avaliação anterior em 2015. Mesmo com a baixa em 2016, a USP foi a melhor classificada dentre as instituições brasileiras, e latino-americanas.

A classificação mais específica realizada esse ano, mostrou que o Brasil possui cursos de qualidade, como o de odontologia e zoologia que ficaram em 1º lugar no mundo. É claro que a educação brasileira ainda é uma das piores do mundo, ainda mais quando se trata do ensino fundamental e médio. No caso das universidades públicas, elas tiveram uma melhora considerável no ensino, o que é muito importante para a população brasileira.

Sergio Cortes noticia sobre as causas e o tratamento da Pericondrite

A pericondrite é um tipo de infecção que aparece no tecido conjuntivo que envolve a cartilagem do pavilhão auricular, do canal auditivo, ou dos dois lugares simultaneamente. As nossas cartilagens são tecidos espessos que dão forma ao nariz, a região externa do ouvido e a outros locais, sendo recobertas por um tecido conjuntivo, chamado de pericôndrio, que é responsável pela nutrição adequada do tecido cartilaginoso, noticia o ortopedista Sergio Cortes.

Esta infecção geralmente é causada devido a diferentes tipos de lesões no ouvido, as quais podem ser geradas após cirurgias feitas no pavilhão auditivo, picadas de insetos que não cicatrizaram corretamente, esportes com muito contato físico, e também em casos em que a cartilagem tenha sido perfurada para se colocar um piercing. Nesse último cenário, a doença acontece devido a uma contaminação bacteriana na região, provocada na maioria das vezes pela bactéria Pseudomonas aeruginosa.

Os fatores que podem desencadear o aparecimento da pericondrite são a escassez de tecido subcutâneo no espaço entre a cartilagem e a pele, e também uma quantidade pequena de sangue circulando pela cartilagem auricular, o que aumenta as chances de se desenvolverem infecções bacterianas como essa. No geral, a infecção acontece com mais frequência nas pessoas que estão com o sistema imunológico enfraquecido ou que possuem diabetes, informa Sergio Cortes.

Entre os sintomas mais comuns da pericondrite, estão:

– Vermelhidão na área indicada;

– Inchaço em toda a região do pavilhão auricular;

– Febre alta;

– Concentração de pus no espaço que existe entre a cartilagem e o pericôndrio. Em alguns casos específicos, o pus paralisa o fornecimento de nutrientes à região da cartilagem, o que vai destruindo a mesma gradativamente e pode inclusive resultar em uma deformação da orelha em casos mais graves, reporta o ortopedista Sergio Cortes.

O diagnóstico da doença pode feito conforme surgirem as manifestações clínicas, que devem ser analisadas de acordo com o histórico de traumas que o paciente já teve na orelha. Para evitar os casos em que a pericondrite se desenvolve devido a colocação do piercing, o ideal é escolher apenas profissionais qualificados e experientes nas técnicas corretas para essa atividade, reporta Sergio Cortes. Caso contrário, ao perceber qualquer anormalidade, é fundamental procurar ajuda médica o mais rápido possível.

O tratamento da doença costuma ser feito com o uso de antibióticos, os quais podem ser ingeridos tanto por via oral, como também por via intravenosa, dependendo de qual seja a gravidade da pericondrite em cada paciente. Nesses casos mais graves, quando existe um acúmulo de pus na região lesionada, uma intervenção cirúrgica pode vir a ser necessária.

Nesse tipo de cirurgia, é preciso fazer uma leve incisão para que, dessa forma, o pus seja totalmente removido. Nos casos em que ocorrem complicações que acabam gerando algum tipo de deformação da orelha, algumas partes da mesma talvez podem ter que ser removidas, sendo recomendável procurar por um cirurgião e recorrer a uma cirurgia plástica para conseguir fazer com que a aparência da orelha volte ao normal, reporta o ortopedista Sergio Cortes.

 

Fonte

 

 

Coreia do Norte reformula a sua economia

De acordo com o que tem saído na imprensa, a Coreia do Norte tem começado a reformular a sua economia lentamente, contudo essa mudança é veemente negada pelo Estado que mantêm a versão de que continua a praticar uma reforma centrada na autossuficiência, um sistema fundado e idealizado por Kim Il-Sung (fundador do regime comunista), que celebra 105 anos no fim-de-semana de 15/16 de Abril.

Especialistas acreditam que Kim Jong-Un, neto de Kim Il-Sung tem observado uma lenta mudança na economia nacional do país. Em tempos, a Coreia do Norte apresentava índices de crescimento bastante superiores aos índices da sua vizinha e rival Coreia do Sul, porém esses anos foram desperdiçados por uma má gestão dos recursos do país pelos restantes líderes da dinastia. Na capital do país, as avenidas estão inundadas de campanhas militares e laborais para reforçar a vontade em seguir os comandos do Congresso do partido. Segundo um investigador do instituto de economia da Academia Nacional de Ciências, “Somos um país socialista e seguimos nossos princípios econômicos socialistas. Não estamos aplicando reformas para adotar a economia de mercado.”

Segundo alguns diplomatas, as famosas cooperativas agrícolas do regime estão a encerrar portas e o modelo foi compensado para que a gestão seja feita pelas famílias que se passaram a denominar por “unidades de trabalho familiar”. A partir deste momento, o país notou uma evolução positiva na produção de alimentos agrícolas.

Para além disso, os observadores admitem que as pessoas que supervisionam a economia e estão ligadas ao regime comunista têm ordens para não interferir com qualquer negócio privado que esteja a acontecer. Segundo alguns estudos, a iniciativa privada já representa perto de 25% do Porduto Interno Bruto do país. No entanto estes dados não podem têm a mesma confiança, uma vez que o Estado não tem o hábito de divulgar as estatísticas relativamnte a indíces do país, “Sempre sigo o princípio de não confiar em nenhum dado sobre a economia da Coreia do Norte” avisa Marcus Noland, diretor da Peterson Institute International Economics. De acordo com os especialistas, a Coreia do Norte tem vindo a aplicar algumas das políticas bem-sucedidas do seu único aliado (China) na sua economia, porém os especialistas assumem que caso este fator seja verdadeiro, o regime comunista não irá confirmar a veracidade do facto pois segundo o presidente, estas reformas são “o vento asqueroso da liberdade burguesa”. De acordo com Marcus Noland, “Enquanto essa atividade [econômica] continuar sendo tecnicamente ilegal e em muitos casos passível de pena de morte, o regime sempre pode voltar atrás se quiser”.

Jovens refugiados na Alemanha encontram na prostituição o único meio de sobreviverem

Os jovens refugiados que se encontram na Alemanha cada vez mais recorrem à prostituição como único meio de sobreviverem, principalmente jovens do sexo masculino. As organizações humanitárias relatam que isso ocorre devido ao sistema social alemão que não vem se dispondo de certa estabilidade.

Diana Henniges, que faz parte da organização Moabif Hilf, afirma que esteve em contato e acompanhou vários garotos com idade entre 16 e 17 anos que passaram por essas situações de se prostituírem em vários locais da capital alemã, e as histórias são uma mais angustiante que a outra. Contudo, não é apenas em Berlim que isso vem ocorrendo, esse já é um problema que atinge os jovens refugiados em vários locais da Alemanha, e essa situação só tende a crescer ainda mais se nada for feito.

Karina Schubert que é presidente do partido de “A esquerda” em Berlim diz que são necessárias mais pessoas e acomodações para esses jovens, assim como mais oportunidades, principalmente o acesso à escola. Pois sem apoio necessário, eles, que em sua maioria são de origem afegã, paquistanesa e iraniana, quando completam 18 anos não recebem mais amparo das instituições sociais. E sem perspectiva do que farão dali em diante, veem em sites de relacionamento uma alternativa desesperadora para não passarem necessidades.

A política de integração da Alemanha vem falhando, e como consequência o aumento desses jovens na prostituição se repetirá cada vez mais. Entretanto, o que se deve ressaltar é a grande vulnerabilidade em que eles se encontram e estão sujeitos quando se expõem dessa maneira, já que a maioria dos encontros são com homens mais velhos que estão em busca de terem seus desejos atendidos através de jovens desamparados.

Ralf Rotten afirma que o problema não está na falta de acesso aos serviços sociais, e sim na parte burocrática que envolve asilo e deportação, pois ainda segundo ele é difícil tirar os jovens de Tiergarten.

Nesse sentido, esses garotos acabam se pondo em perigo não por opção, mas porque não há o que fazer, já que a maioria não tem permissão de irem às aulas de alemão, à escola ou trabalhar, e em vista disso, esses adolescentes acabam encontrando na prostituição o seu único caminho.

 

 

 

 

 

A Heads de Claudio Loureiro e Unimed Curitiba antecipam arrecadação de agasalhos

Para conseguir evitar que a população carente de Curitiba sofra com o frio do inverno, a Unimed Curitiba resolveu antecipar para o verão a sua tradicional arrecadação de roupas. O fato é que o frio normalmente já começa no verão, e é por esse motivo que essa antecipação foi realizada. A Heads Propaganda, do empresário Claudio Loureiro, é a agência encarregada pela campanha do agasalho de 2017 da Unimed Curitiba.

Com o objetivo de proteger a população carente do frio, a campanha publicitária da agência de Claudio Loureiro, criou o movimento “Doe no Verão”. Para isso, a Heads trabalhou com o contraste do verão e inverno no layout dos materiais utilizados neste trabalho. A campanha será veiculada até o dia 28 de abril, e poderá ser vista nas dependências físicas da Unimed Curitiba, nos postos de coleta disponíveis na rede Droga Raia, e através das redes sociais.

Sobre a campanha de antecipação das doações de roupas, a diretora da Heads de Claudio Loureiro em Curitiba, Silvia Rohrig, afirma: “As doações de agasalhos normalmente iniciam em maio e o frio acaba começando antes que essas roupas possam chegar até os que precisam. A Unimed Curitiba foi muito parceira em acreditar na nossa ideia de antecipar essa ação e conseguimos traduzir isso através da campanha para sensibilizar os curitibanos da importância de começar a doar já”. Dessa forma, a ideia da agência Heads Propaganda pode ajudar a Unimed Curitiba nesta iniciativa que auxilia um grande número de pessoas.

De acordo com o Portal Brasil, baixas temperaturas exigem cuidados especiais em relação à saúde. As doenças respiratórias como resfriados, gripes, e pneumonias, afetam a população principalmente no inverno. Segundo o médico Waldo Mattos, do Grupo Hospitalar Conceição, o frio pode intensificar diversas doenças respiratórias. A gripe, por exemplo, por ser mais agressiva na população infantil, nos idosos, e em pessoas com baixa imunidade, precisa ser evitada ou tratada com muito cuidado.

A Heads Propaganda do publicitário Claudio Loureiro atua a 27 anos no mercado publicitário brasileiro, possui escritórios em Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. De acordo com um levantamento feito pela consultoria Deloitte, a Heads, durante os últimos dois anos, é a agência do setor publicitário que mais cresce no país. Além disso, segundo o Great Place to Work, nos últimos cinco anos, a agência foi eleita como uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil. Em 2015, a agência de Claudio Loureiro foi a primeira empresa do setor a se comprometer com a causa feminina na América Latina, através do estudo publicitário “TODXS POR ELAS”, feito em conjunto com a ONU Mulheres no Brasil.

Se você for morador da cidade de Curitiba, e quiser fazer a doação de agasalhos, se dirija aos seguintes pontos de coleta disponibilizados nas farmácias da rede Droga Raia:

Droga Raia Jardim Social I – Rua Augusto Stresser, 1.379

Droga Raia Jardim Social II – Av. N. Sra. da Luz, 2.401, 2.413, 2.427

Droga Raia Bacacheri – Rua Canadá, 293 – 305.

 

 

Distúrbios do sono são 20% da causa de acidentes de trânsito

Resultado de imagem para dormir ao volante

A Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), estima que 20% de todos os acidentes de trânsito que acontecem no Brasil, são ocasionados pelo cansaço e pelo distúrbio do sono. O fato é que a população mundial está muito mais cansada que há alguns anos, e a razão para isso acontecer pode ser empregada a muitos fatores, como a má alimentação, o stress do dia a dia, e a rotina cansativa de acordar cedo e dormir tarde que muitos trabalhadores enfrentam. Essa ligação perigosa do cansaço com a direção, fez com que a Academia Brasileira de Neurologia, lançasse uma nova campanha chamada, Não Dê Carona ao Sono.

A iniciativa da Academia, ainda reuniu para uma avaliação sobre o comportamento e as condições em que as pessoas dirigem, 495 voluntários. Eles foram instruídos a fazer o que costumam fazer. De início, 70% dos participantes relataram que tiveram uma noite de sono de sete a oito horas, os números mais recomendados pelos especialistas. No entanto, com o passar de algum tempo os participantes começaram a relatar que as horas de sono diminuíram significativamente.

Os dados revelaram que 60% dos voluntários só conseguiram dormir por quatro horas, todos os dias. Segundo os especialistas, quatro horas de sono diariamente faz com que o corpo não tenha uma total reposição das energias necessárias para as tarefas do dia a dia. Dessa forma, o sono incompleto atrapalha nas funções naturais do corpo, como a atenção e os reflexos, que são tão importantes para quem dirige. Com esses dados é fácil entender porque tantos acidentes são ocasionados por causa do cansaço.

Além disso, a avaliação feita com os voluntários revelou que sete, de cada dez participantes, alegaram não ter dormido suficientemente em mais de uma noite durante a semana. Do total de voluntários, 40% deles conhecem alguém que sofreu acidente com veículos por causa do cansaço, e ainda assim saem para dirigir com sono.

Passar a madrugada toda sem dormir aumenta o risco de um acidente de trânsito. Cerca de 60% dos voluntários relataram que passar a noite sem dormir é um fato corriqueiro na rotina deles. Os distúrbios do sono são os principais causadores de uma noite de sono mal dormida ou em claro. Mas é valido lembrar que a correria do dia a dia também rouba bastante tempo importante que deveria ser destinado para o descanso.

Como estratégia para driblar o sono e o cansaço durante o trajeto no trânsito, a pesquisa revelou que os voluntários usavam artifícios como, cantar, mascar chiclete, ouvir música alta, e tomar café antes de pegar no volante. No entanto, a Academia alegou que nenhuma dessas estratégias são eficazes quando a pessoa está muito cansada, além do que, dirigir com sono representa um risco maior de acidente em qualquer nível de cansaço, portanto, dormir bem é a melhor recomendação para solucionar o problema.

 

Veja também os hábitos alimentares que roubam a energia.

 

Caixa propõe programa de demissão voluntária

Image result for demissão voluntária

Um programa de demissão voluntária foi proposto para os funcionários da Caixa. O plano começou a funcionar no mês de fevereiro e deve receber adesões até o final deste mês.

Apesar de já ter publicado uma nota sobre o plano, ele ainda não ganhou o aval do Ministério do Planejamento. Segundo a folha de São Paulo até 10 mil funcionários poderão aderir ao plano.

De acordo com o plano, o plano tem como intuito inserir funcionários que já tenham passado da idade de se aposentar, mas que por algum motivo continuam em atividade. De acordo com a própria Caixa, o banco teria cerca de 20 mil funcionários que se enquadram nesse perfil.

Claro que de inicio o plano não foi bem aceito, então para incentivar os funcionários a participar do plano, a Caixa decidiu oferecer uma bonificação de 10 salários, variando de acordo com o tempo de casa. E este é exatamente um dos quesitos que precisam ser analisados e aprovados pelo Ministério do Planejamento antes de ser devidamente colocado em pratica.

Plano no Banco do Brasil

Este projeto é bem parecido com o plano arquitetado no Banco do Brasil no ano passado. O programa de aposentadoria também tinha como proposito fazer com que pelo menos 10 mil funcionários aderissem ao plano. Dos 18 mil funcionários elegíveis para o programa, cerca de 9.409 aceitaram de bom grado a proposta de aposentadoria.

Claro que inicialmente com os benefícios e rescisões o Banco do Brasil acabou desembolsando R$ 1,4 bilhões de reais inicialmente. Mas depois de todos os acertos feitos, deve economizar cerca de R$ 2,3 bilhões de reais em gastos só este ano de 2017.

Apesar dos números positivos já apresentados pelo BB, a Caixa inda não notificou quanto espera economizar depois que o plano for devidamente executado. Especialistas afirmam que o impacto econômico só deve acontecer a partir de 2018.

Mesmo com o período de resseção econômica já estar, de acordo com economistas, passados aos poucos, a dificuldade em acertar a folha de pagamento dos funcionários esta presente em todas as instituições publicas, nos municípios e até mesmo no Distrito Federal.

O Banco do Brasil confirmou que com o plano enxugou seu quadro de funcionários. Hoje em dia o BB tem 100 mil funcionários, mas ainda pretende reduzir o numero de agências no país.

Atualmente a Caixa possui cerca de 95 mil funcionários e 3 mil agências em todo o país.

 

 

Cuidadosamente projetado, o Hospital Copa Star garante muito conforto e excelência em atendimento

Projetado para ser compatível com um hotel 5 estrelas, o Hospital Copa Star está localizado no bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro, e tem como foco conforto e excelência em atendimento.

Especializado em técnicas inovadoras de Neurocirurgia e Cirurgia Cardíaca, o hospital, projetado pela RAF Arquitetura, foi entregue em 2016, e conta com leitos modernos e aconchegantes, salas de cirurgia especializadas e um restaurante diferenciado.

Por estar localizado na Área de Proteção do Ambiente Cultural do bairro, o hospital precisou de normas específicas para ser construído, o que foi desafiador para os arquitetos. Com a expectativa de diversos espaços, atividades e tecnologias, mas com regras ambientais a serem seguidas, foram criadas duas estruturas pareadas, uma na parte de cima da rua e a outra na parte de baixo, ambas exatamente com a mesma metragem.

Outra norma exigida foi que a altura máxima fosse de 15 metros, mas com os 4 andares necessários, o edifício ficaria com 16 metros. O desafio foi abaixar um pouco para que a altura ficasse dentro das exigências, mas o projeto não deixou de atender às instalações que o Hospital Copa Star precisava.

Apesar dos desafios, o hospital cumpriu com sua proposta. O layout, por exemplo, separa cada sessão em um espaço para que o paciente se sinta à vontade e muito bem recebido. Fora isso, cada andar possui um ambiente de estar para comodidade dos acompanhantes, além de espaço privado para os médicos.

Já o restaurante foge da estrutura convencional e tem uma arquitetura moderna e diferenciada, como se as pessoas não estivessem dentro de um hospital.

Um ponto importante na construção do Hospital Copa Star foi com relação ao uso dos materiais. Muito nobres, a ideia foi garantir o mínimo de manutenção possível. As áreas de grande circulação receberam piso de porcelanato extrafino e as que precisam de maior acolhimento receberam pisos de manta vinílica.

As cores do hospital são neutras, com tons amadeirados, mas para diferenciar ainda mais foram usadas esculturas, quadros e painéis de azulejo nos ambientes.

O layout permite que a luz natural ilumine e aqueça os quartos e os corredores, assim, pacientes e funcionários sentem-se mais acolhidos. Já a iluminação artificial foi colocada nas paredes e portas, garantindo uma percepção visual completamente diferente do comum.

Para uma boa acústica foi feito tratamento dos pisos, paredes e forros para que não só os pacientes fiquem livres de barulhos em seus leitos, mas todo o hospital.

Fora toda a estrutura física, o Hospital Copa Star conta com profissionais diferenciados de diversas áreas. Todos foram submetidos a treinamentos e vivências ao longo de dois meses para garantir o melhor trabalho.

Um dos diferenciais no atendimento é que os pacientes são acompanhados pelos mesmos profissionais para que se sintam seguros e acolhidos, e para melhorar ainda mais essa interação, os quartos possuem tablets para os pacientes se comunicarem com a equipe médica a qualquer momento.

E mais: o Hospital Copa Star possui ainda um aplicativo exclusivo com a integração de todos os serviços disponíveis.

 

Delegado é condenado por cobrar para investigar

Justiça condena um Delegado de Polícia a mais de 15 anos de prisão. O Delegado foi acusado pelo Ministério publico de corrupção passiva, ocultação de captais e associação criminosa. Sentença da justiça foi proferida no inicio do mês de março. Caso aconteceu em Araguaína, interior de Goiás.

Manoel Laeldo dos Santos Nascimento é réu em uma ação penal ajuizada pelo Ministério Publico Estadual (MPE). Como primeira medida da ação, quando começou a ser investigado, Manuel perdeu o cargo que exercia depois de já ter sido afastado do cargo em setembro de 2016.

De acordo com o ministério, os crimes aconteceram entre os anos de 2003 e 2015. O também envolvido no caso, Jânio Espíndola Gomes foi condenado a 8 anos e 4 meses de prisão, além de também perder o cargo publico que exercia. Jânio era servidor publico de Araguaína. O servidor era parceiro do Delegado acusado, e tem envolvimento em algumas das ações investigadas pela justiça.

Assim como o delegado Manoel, Jânio recebeu as mesmas acusações, corrupção passiva, e associação criminosa, além da ocultação de capital.

Também foram condenados o agente de polícia, Raimundo Dias de Araújo, e a estudante Fernanda Julião. Os dois receberam uma pena de 5 a 7 anos de prisão por associação criminosa e participação na ocultação de captais.

O Ministério acredita que Manoel liderava uma quadrilha, e que todos os condenados eram envolvidos nas ações. Juntos eles conseguiram extorquir mais de R$ 80 mil reais em um só caso de investigação.

O Delegado trabalhou no caso do Wagner Carlos Santana Milhomem, que foi assassinado em Araguaína. Os familiares da vitima pagaram ao delegado para que desse andamento as investigações que colocaria na cadeia o suspeito de ter cometido o homicídio.

Um dos familiares de Wagner alega que sempre que comparecia a delegacia, Manoel dizia não possuir os recursos necessários para dar continuidade no caso. Tirando proveito do cargo publico, ele induzia a família a realizar pagamentos, alegando que assim, as investigações andariam muito mais rápidas.

Todas as vantagens concedidas ao delegado eram indevidas. Depois de uma denuncia, ele começou a ser investigados pela Promotoria de Justiça criminal da comarca de Araguaína.

Delegado ainda pode recorrer da decisão, mas em prisão. A Promotoria acredita que diante das provas e das testemunhas, não é mais possível que sentença seja revista.

O Ministério recorda que esta não é a primeira vez que um delegado é preso por extorquir vitimas de crimes.

Um verdadeiro fenômeno das redes sociais

Fatos inesperados e engraçados acontecem a todo instante e em qualquer lugar. Imagine um indivíduo em determinado ponto da cidade esperando alguém, ou apenas de passagem. E que de repente presencia uma situação bastante incomum. Como, por exemplo, um mendigo distribuindo dinheiro às pessoas que cruza pelo caminho, ou um ladrão que volta arrependido para devolver os pertences das vítimas que acabara de assaltar. São situações hipotéticas, mas passíveis de acontecer, talvez como uma brincadeira ou até mesmo – quem sabe? como uma situação real.

Realidade ou não, o fato é que conseguir o registro de qualquer coisa em imagens ou vídeo é muito mais fácil hoje em dia. Que o diga as inúmeras câmeras de segurança instaladas em espaços públicos e nos estabelecimentos comerciais, que sempre acabam captando ações reveladoras e até mesmo hilárias. Os aparelhos eletrônicos como smartphones e computadores individuais também se prestam a essa função e talvez sejam os maiores registradores desses momentos.

E o que acaba acontecendo é que, assim que uma situação incomum ou engraçada é filmada ou fotografada, por quem quer que seja o seu autor, o conteúdo desse registro de alguma forma consegue chegar aos meios de comunicações como jornais, televisão e internet.

Os programas de televisão e as agências publicitárias frequentemente presenteiam os telespectadores com gravações e vídeos que dão o que falar. No entanto, é a partir do momento que são divulgados na internet que alcançam grande quantidade de comentários e de discussões. Se a repercussão em torno das imagens atingir altos índices de popularidade é bem provável que se transforme num viral.

Os chamados vídeos virais se multiplicam cada vez mais pela internet. Para isso contam com a ajuda das redes sociais, que permitem maior visibilidade ao que se divulga no mundo virtual. Como a internet é um espaço aberto a todos, qualquer pessoa pode divulgar vários conteúdos.

Por isso, a cada semana é possível visualizar diferentes novidades circulando pelas redes sociais. As amostras dos vídeos apresentam os mais diferentes assuntos e ações. Vão de momentos fofos com crianças, como o que aconteceu com o professor Robert Kelly e seus filhos à flagrantes de pessoas em situações cômicas e até mesmo em acontecimentos trágicos.

Uma coisa curiosa dos vídeos virais, é que muitas pessoas depois que se tornam conhecidas pelas imagens contidas neles, logo vislumbram a possibilidade de ganhar dinheiro com seus quinze minutos de fama. Porém, cada vez mais isso fica difícil acontecer, já que a novidade de um viral não dura mais que uma semana.

De filmagens da vida doméstica à flagrantes populares os virais transformaram-se num verdadeiro fenômeno. Entretanto, ninguém sabe explicar ao certo o que faz um vídeo se tornar um viral.