Monthly Archive: December 2016

Governo cria proposta para reforma da Previdência

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha encaminhou PEC para o Congresso Nacional uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) relacionada a Previdência Social. A proposta visa fixar uma idade mínima de 65 anos para a aposentadoria.
O anúncio foi feito durante reunião no Palácio do Planalto em que foram definidos alguns detalhes com alguns parlamentares. Também participaram o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles e o presidente Michel Temer. O intuito do governo é manter a Previdência sustentável e evitar maiores rombos nas contas públicas.
Nesse primeiro momento ficaram de fora de os militares, que de acordo com Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo no Senado, terão uma proposta diferente. Outra medida diz respeito a contribuição para os trabalhadores rurais, entretanto a idade para a aposentadoria desse grupo ainda será discutida.
Mudança na pirâmide etária brasileira
A população brasileira tem envelhecimento mais e em contrapartida há uma menor taxa de natalidade. Isso contribui para uma maior demanda para recursos da Previdência Social. Um estudo recente feito pelo governo mostrou que os brasileiros aposentam com uma idade média de 58 anos em 2015. É relativamente mais novo ee comparado a outros países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) cuja idade é 64,2 anos em média.
Eliseu Padilha afirmou que se não houver a reforma, em 2024, todo o orçamento da União seria necessário para pagar a aposentadoria dos brasileiros.
“Nós não estamos inovando. O primeiro regime previdenciário do país era de idade mínima de 65 anos”, disse Padilha na reunião.
O presidente Michel Temer confirmou o envio do texto para o congresso. Segundo ele, é preciso parar com as pequenas reformas e se o problema não for enfrentado de frente iremos condenar os aposentados a não receberem nada.
Segundo o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, a reforma da Previdência é mais do que um desejo, é uma necessidade. É importante assegurar que o aposentado vá receber. Ele acrescentou que 10% da população é idosa e que em 2060 será um idoso para cada três brasileiros.
“Todos os meses a Previdência paga mais de 29 milhões de benefícios, equivalentes a R$ 34 bilhões por mês” – concluiu Meirelles.
Os direitos adquiridos não serão modificados

Conheça o robô saltador capaz de ajudar em resgates

Pesquisadores norte-americanos desenvolveram um robô que salta, capaz de auxiliar em situações onde há escombros, como em locais atingidos por catástrofes naturais, por exemplo. A inspiração para a criação do protótipo veio de um pequeno animal conhecido como gálago, que embora seja muito pequeno, consegue saltar grandes alturas. Os cientistas responsáveis por sua criação são da Universidade da Califórnia, sediada em Berkeley.

A apresentação do robô para o mundo ocorreu na inauguração da revista Science Robotics, publicação que trouxe a invenção já em sua primeira edição. De acordo com Duncan Haldane, a ideia de se criar algo desse tipo, surgiu após conversas com equipes de resgate que simulavam acidentes que resultassem em escombros.

Haldane explicou que pensou-se na necessidade de se desenvolver um robô que fosse capaz de buscar por vítimas, mas que tivesse dimensões bastante pequenas para não arruinar ainda mais uma circunstância de desabamento, além de conseguir realizar saltos sobre diversos tipos de terrenos, sobretudo de grandes edifícios atingidos por graves terremotos.

A equipe de engenharia, conforme explicou Haldane, teve o desafio de criar algo que saltasse alto e de forma mais eficiente do que os robôs que já foram inventados e foi no mundo animal que os cientistas basearam-se para levar a termo o audacioso projeto. O gálago, ser vivo com a melhor capacidade de salto, consegue realizar cerca de cinco pulos a cada 4 segundos, atingindo até 8,5m de altura.

O robô, que foi batizado de Salto pela equipe, embora seja capaz de pular menos que o gálago, ainda consegue superar a rã touro, uma vez que alcança 1.75m, em comparação com o anfíbio que chega a atingir 1,71m. Conforme o cientista, ao saber que o gálago consegue tamanho desempenho em decorrência do acúmulo de energia dos tendões, a equipe preocupou-se em criar um mecanismo que atingisse objetivo semelhante, por meio de molas.

Ronald Fearing, que leciona informática e engenharia elétrica em Berkeley e foi o responsável por dirigir as pesquisas, explica que o sucesso do projeto foi fruto do emprego de aspectos tecnológicos inspirados em elementos da natureza. Ele destacou que outros robôs conseguem atingir saltos mais altos que o desenvolvido pela universidade, mas não o fazem de forma repetida.

Saiba mais: http://bit.ly/2h7qMVo

Cinquenta tons mais escuros causa rebuliço na internet!

 

Foi divulgado o Teaser Trailer (novo jeito de divulgar filmes), da sequência de “Cinquenta Tons de Cinza”, um filme que gerou controvérsia.

Muitas pessoas, mesmo fãs convictos da história que é baseada em uma trilogia de livros best-sellers, de mesmo nome, não se convenceram totalmente com o primeiro filme.

Uns diziam que não retratava a história tão bem quanto o livro. Outros que o filme ficou muito “água com açúcar”.

Já as pessoas que não eram fãs, classificavam o filme como um “Crepúsculo” com mais sexo.

De qualquer forma o filme fez um certo sucesso fora do Brasil o que foi suficiente para garantir a produção de uma continuação.

E aí, vem ela.

“Cinquenta tons mais escuros” é o título do segundo filme e livro. E vem com a seguinte provocação para a protagonista: “Você quer continuar na sombra, ou quer se destacar, ser alguém de sucesso?”

Esse tipo de pergunta pode agradar a muitos públicos.

Voltando ao enredo do primeiro filme. A história segue a protagonista Anastasia Steele, que é uma jovem de 21 anos que é o estereótipo da menina quietinha, virgem e recatada. Ela irá conhecer o ricaço Christian Grey que lhe apresentará os prazeres e as aventuras do sadomasoquismo.

O tema é polêmico e instigante!

Mas, ele vem depois de filmes como Shame (2012), com Michael Fassbender, e Ninfomaníaca (2013) de Lars Von Trier, que até trazem cenas explícitas.

A principal diferença é que no caso de Cinquenta tons de Cinza ele é muito mais ligado ao romance, com pitadas mais ousadas, do que um filme ousado por excelência.

A sequência promete mais cenas de sexo e mais romance.

Outro detalhe memorável do trailer é a música: Crazy in Love (Beyoncè) seguindo a tendência dos grandes Block Busters que pegam uma música pop, atual ou antiga e apesentam numa versão mais lenta e dramática.

A fotografia do filme está muito bonita, com muitos tons de cinza (isso não é uma piada, o filme é realmente muito cinza), e o figurino também chama à atenção. Em uma das cenas o casal protagonista parece estar em uma festa à fantasia e as máscaras e roupas são muito estilosas.

O negócio vai ser esperar até fevereiro de 2017 e conferir se o filme se arriscou mais que o primeiro ou se ainda vai continuar se manter contido.

É interessante ver todas essas temáticas indo para as telonas do cinema, quanto mais seguras as pessoas estivem de suas vontades, mais elas podem se relacionar sem se preocupar com a opinião pública ou uma moral religiosa que talvez já não faça parte do mundo em que vivemos.
Para ver o trailer clique aqui: http://bit.ly/2hi6kEn